Bq Aquaris 5.7 - Análise em texto e vídeo



  • Olá!

    Acredito que o fórum serve para tirar dúvidas, resolver problemas e também para esclarecer quem pensa comprar algum equipamento. Por isso, partilho aqui a análise em texto e em vídeo deste bq para ajudar os novos utilizadores a conhecerem melhor este aparelho 🙂


    Análise em texto:

    Exteriormente, o Aquaris 5.7 é um telefone grande, no limite do que cabe no bolso, mas dificilmente se consegue utilizar apenas com uma mão, até porque pesa 190g. O ecrã IPS de 5,7 polegadas tem resolução Full HD (1920*1080), o que lhe confere uma excelente qualidade de imagem, também graças ao largo ângulo de visão. Um ecrã bastante agradável para ler um livro ou navegar na internet, com um extra: a possibilidade de ver conteúdo flash, o que não acontece na maioria dos equipamentos Android.

    Por dentro conta com um processador de 4 núcleos a 1,5 GHz e 2 GB de RAM a correr oAndroid 4.2 Jelly Bean com enorme fluidez, seja nas transições ou a abrir aplicações. Um aspeto que para muitos utilizadores é uma vantagem é o facto desta versão do Android estar pouco ou nada alterada, em relação ao chamado Android "puro", ao contrário de outras marcas que introduzem as suas máscaras, com diferentes interfaces e mais funcionalidades que acabam por diminuir um pouco o desempenho do aparelho. 

    Quem pretende correr os jogos mais exigentes, com o máximo nível de detalhe, deve optar por outro telefone, já que o Dead Trigger 2, por exemplo, só é jogável com o nível de detalhes no mínimo, que ainda assim é bastante nítido. Por outro lado, jogos mais simples correm sem problemas, como o Temple Run. 

    Os vídeos de alta definição têm ótima qualidade no Aquaris 5.7, não só graças ao ecrã, como também ao altifalante com tecnologia Dolby que torna o som mais envolvente. Dos vídeos feitos com este bq, podemos esperar uma boa gravação de áudio já que há um cancelador de ruído ambiente. A câmara frontal é de 5 MP, útil em videochamadas e a traseira é de 13 MP, auxiliada por 1 flash LED, e com tecnologia HDR, o que melhora significativamente a qualidade das fotografias, e também é capaz de filmar em Full HD (1080p). Junto ao auscultador está uma luz LED de notificações, útil para saber sempre o estado do telefone.

    A nível de conectividade conta com Bluetooth 4.0, GPS, USB-OTG (para poder ligar acessórios, como um comando para jogar os seus jogos preferidos ou uma Pen USB) etecnologia MHL, que permite ligar o telefone à televisão e ver um filme, por exemplo. Tem ainda uma bateria removível de 4000 mAh que aguenta um dia de utilização intensiva, e há ainda uma bateria extra que pode ser adquirida em separado. A capacidade de armazenamento é de 16 GB e pode ser expandida através de um cartão microSD. Quanto à internet móvel, este Aquaris conta com a versão mais rápida do 3G, que atinge velocidades suficientes para ver vídeos de alta definição e navegar na internet.

    Naturalmente que para ter um preço tão reduzido, 260€, em comparação com outros dispositivos com um ecrã do mesmo tamanho e preço na casa dos 700€, tiveram de ser feitas algumas concessões, como o USB 3.0 (10x mais rápido), a internet móvel 4G (LTE), a câmara, que não é tão boa, e ainda outras especificações - que um dia serão as mais comuns nos telefones, mas que por agora são o que define um excelente topo de gama (pode ver aqui um exemplo disso).

    Ainda assim, para uso diário e consumo multimédia, o Aquaris 5.7 é uma excelente opção, com um preço bastante competitivo, 260€.

    Um último aspeto que convém referir é o facto deste bq ser Dual SIM, o que significa que pode ter dois números diferentes no mesmo telemóvel, uma característica presente em poucos telefones. Ainda assim, pode ser utilizado apenas com um cartão, o que aumentas as horas de autonomia da bateria.