Twitter cumple 10 años y entra en la preadolescencia

O Twitter não é uma rede social. Na verdade, o próprio Jack Dorsey, CEO da empresa,  definiu-o, em diversas ocasiões,como uma ferramenta de comunicação. O principal potencial do Twitter foi sempre a facilidade com que as notícias se tornam virais, pela sua importância ou simplesmente porque chamam à atenção quando são publicadas.
E é isso mesmo que o Twitter destaca no vídeo comemorativo dos seus 10 anos de existência: não mencionam as alterações ou melhorias técnicas do serviço mas apresentam-nos pessoas e factos relevantes.

Obrigado por estes incríveis 10 anos!

As primeiras pessoas que tiveram de compreender o fenómeno foram os próprios criadores do Twitter. Se és dos que utilizam a Internet desde sempre, saberás que antes o Twitter perguntava-te “o que estás a fazer?”. A própria dinâmica dos utilizadores fez com que o Twitter passasse de uma ferramenta para contar trivialidades (sendo que, na verdade, ainda o podes fazer se preferires) a uma ferramenta para viver em direto, como se estivesses no local, momentos históricos ou seguir todo o tipo de eventos, programas de TV ou acontecimentos desportivos. Em resumo, fazer parte da conversa no exato momento em que se desenrolam os acontecimentos.

As últimas alterações: imagens GIF, mais multimédia e a cronologia

Se houve algo que marcou a evolução desta rede social, terá sido a lenta transição de uma plataforma apenas de apresentação de texto a um contínuo enriquecimento dos seus conteúdos. Há algum tempo, era necessário recorrer a ferramentas externas ao Twitter para poder carregar uma simples imagem. Atualmente, podemos carregar imagens e vídeos diretamente do Twitter.

Recentemente, em fevereiro, incluíram a funcionalidade de pesquisa de imagens GIF muito semelhante à do Tumblr.

Assim ficaram os utilizadores quando o Twitter incluiu a funcionalidade de pesquisa de imagens:

Outras provas da preocupação do Twitter em suportar cada vez “mais multimédia” são as compras de outras empresas ou ferramentas. Há quase 4 anos, comprou o Vine, uma ferramenta de gravação de pequenos vídeos que se apresentam em ciclo. Em março do ano passado, adquiriu o Periscope uma app que permite retransmitir streaming de vídeo em direto, bastando apenas ter um smartphone, como podes ver neste artigo.

Price: Free

Outra alteração recente do Twitter é algo que o Facebook já faz há muito tempo: alterar a cronologia do conteúdo apresentado, utilizando um algoritmo que analisa o que considera importante para ti. Felizmente, no Twitter, isto apresenta-se apenas como uma opção que podes desativar ao entrar na zona de configuração do teu perfil.

O que não deveria mudar: os 140 caracteres

Este tópico é discutido com alguma frequência. Sem dúvida, a extensão dos tweets, ou seja, os 140 caracteres, incluindo espaços, são a marca desta rede social. De forma cíclica, discute-se a hipótese de alterações que mudariam este limite e, de facto, em agosto do ano passado, o Twitter fê-lo. Mas atenção, isto aplica-se apenas às mensagens diretas e privadas entre utilizadores, que agora podem ser mais extensas.

Para além disso, em janeiro de 2016, de uma forma algo misteriosa, o já citado Jack Dorsey comentou que estavam a trabalhar numa alteração que permitiria adicionar mais texto, mas sem fazer com que o Twitter “perdesse a sua essência”. Veremos como o farão…

Historicamente, o Twitter deparou-se com uma multidão de utilizadores que abandonaram a rede social porque a brevidade das mensagens e a forma como se desenrolavam as conversas lhes parecia demasiado árida. Por outro lado, acabar por tornar-se muito semelhante ao Facebook pode ser um grande erro.

Twitter Jack Dorsey

O que nos trará o futuro?

Como dizíamos no título, o Twitter já está a entrar na sua pré-adolescência. Isto significa que a partir agora, o crescimento em termos do número de utilizadores apresenta-se difícil e torna-se urgente que a empresa caminhe em direção à rentabilidade. De facto, os resultados da empresa são o que são: perdas trimestrais e estancamento do crescimento do número de utilizadores.

O Twitter teve sempre, apesar da simplicidade da sua interface, um nível de complexidade ligeiramente superior ao de outras redes sociais. Enquanto no Facebook foram aparecendo, por vezes com grande desgosto para alguns, as mães, os avôs, os ex-namorados e colegas da escola, a rede social do pássaro tem sido sempre uma comunidade um pouco mais exclusiva.

As alterações do design contribuíram muito pouco. Algumas alterações consistiram em reverter a alteração anterior, pelo que parece lógico que se estão a preparar para novidades relativamente aos seus conteúdos. Esperemos que sejam interessantes e que possamos contá-las aqui.

Javier de Ríos (também conhecido como javiR no fórum) tem alguns blogs relacionados com a literatura, como "La viga en mi ojo" (http://lavigaenmiojo.com/). Também colabora como blogger e com a estrategia de difusão nas redes sociais de organizações relacionadas com a literatura, como editoriais e escolas de redação. Até agora publicou um único livro de histórias.